BEATRIZ MALNIC – BELA VOZ BRASILEIRA NOS EUA

BEATRIZ MALNIC – BELA VOZ BRASILEIRA NOS EUA

BEATRIZ MALNIC – BELA VOZ BRASILEIRA NOS EUA

A cantora brasileira, radicada nos Estados Unidos há 18 anos, Beatriz Malnic, é outro bom exemplo de uma artista de raro talento que faz sucesso fora do nosso país.
Sua carreira está consolidada por lá e suas apresentações são sempre muito concorridas e prestigiadas pelo público brasileiro, residente no exterior e também pelos americanos e estrangeiros no sul da Flórida, onde reside.
Já diplomada pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, acompanhou aqui no Brasil por cinco anos o violonista, cantor e compositor Toquinho, com quem inclusive, dividiu o palco para uma única apresentação em São Paulo, no mês de março.
Cantou e gravou com nomes de expressão como Chico Buarque, Roberto Menescal, Maria Creuza, o genial Al Di Meola, o violonista Ulisses Rocha, o baterista Duduka da Fonseca, os pianistas Mike Renzi e Mike Orta, entre muitos outros. E se apresentou nos melhores palcos dos Estados Unidos, Europa e Japão.
Desembarcou nos Estados Unidos no ano de 1996 e por lá desenvolveu sua carreira como cantora, professora, arranjadora e regente de coral.
Inclusive, ela é diretora e uma das fundadoras do grupo vocal Brazilian Voices, que faz várias apresentações pelo país, divulgando e difundindo a música brasileira.
Desenvolve também um importante trabalho na formação e orientação de novos talentos vocais, usando toda a sua experiência e formação técnica, que lhe dão um grande diferencial de qualidade.
Ela esteve recentemente de passagem pelo Brasil, para iniciar as gravações do seu mais recente trabalho de estúdio, somente com músicas do pianista, cantor e compositor Guilherme Arantes, e aproveitou para fazer algumas apresentações em São Paulo e no Guarujá.
Acompanhamos, bem de perto, o show intimista que aconteceu no Guarujá no Dati, bela casa localizada na praia da Enseada, onde ela se apresentou ao lado da também surpreendente cantora e violonista peruana/ brasileira Adriana Mezzadri e do guitarrista brasileiro, também radicado nos Estados Unidos, Ivo de Carvalho, que acompanhou, durante muitos anos, o músico Guilherme Arantes. Show incrível e inesquecível com um repertório eclético, recheado dos grandes clássicos da Bossa Nova, da MPB, da Música Latina e de alguns “standards” do Jazz.
Sua discografia é bem diversificada, com um lançamento aqui no Brasil e os demais discos e DVD nos Estados Unidos, todos de grande qualidade. E fique sabendo que a maioria dos seus CDs está disponível no “playlist” da Rádio Jornal da  Orla/Digital Jazz.
Seja na Bossa Nova, no Samba, no Jazz, na Música Latina, Beatriz Malnic é, sem dúvida, uma das nossas vozes mais bonitas da atualidade. Seu “scat singing” é marcante e muito presente nos seus improvisos vocais.
Já estamos acertando sua vinda a Santos, na sua próxima visita ao Brasil, prevista para o final do ano, e quem sabe você vai poder conferir ao vivo, sua bela e marcante apresentação.
Parabéns Beatriz Malnic por levar com absoluta competência a Música Brasileira para os Estados Unidos e pelos palcos em diversas partes do planeta, esbanjando seu charme, musicalidade, talento, elegância e  simpatia.

 

 

Beatriz Malnic – “Bossa & Blues Live In Concert”

Com absoluta ousadia, a cantora paulista radicada nos Estados Unidos, Beatriz Malnic, lançou para o mercado americano, no ano de 2010, este CD ao vivo pelo selo independente Green Music, que também ganhou uma versão em DVD.
O belo registro conta com 15 faixas nos dois formatos, com um repertório variado trazendo composições de Tom Jobim, Chico Buarque, Milton Nascimento, Dolores Duran, das duplas Lennon & McCartney, George & Ira Gershwin, entre outros.
As gravações aconteceram em duas noites muito concorridas no belíssimo Cinema Paradise, espaço destinado para a música e cinema, localizado na cidade de Fort Lauderdale, que contou com uma produção, sonorização e cenário, todos absolutamente impecáveis.
Ela mesma descreveu o trabalho em nossa conversa no Guarujá: “fiquei muito feliz com tudo relacionado a esse projeto, pelo que ele me permitiu musicalmente e pelas pessoas envolvidas. Tudo muito concentrado em qualidade e criatividade musical”, concluiu a cantora.
A Direção Geral do projeto ficou por conta de Carlos Borges, que assim definiu a artista: “Beatriz Malnic é mais uma poderosa resposta do quanto temos de bom em termos de MPB nos Estados Unidos. Sua afinação é impressionante e seu estilo muito pessoal”, finalizou o produtor.
A banda que a acompanhou neste trabalho é de altíssima qualidade e contou com Mike Orta no piano, Don Wilner no contrabaixo, Mike Harvey na bateria, Billy Ross no saxofone e os convidados especiais Alex Correa no piano, Paulo Carvalho na guitarra e Maluh Felice no violino.
Não deixe de ouvir as baladas “Eu Não Me Arrependo”, onde canta e toca sozinha ao piano, “Por Causa de Você”, “Bonita” e “Retrato em Branco e Preto”, mais “Samba e Amor” e “Nada Será como Antes” e os clássicos americanos “What A Difference a Day Makes”, “You've Changed” e “The Man I Love”.
Um trabalho sensível, único, que fala de amor, de encontros e desencontros, dos inícios e términos dos ciclos da vida e, por ter sido registrado ao vivo, mostra com fidelidade toda a emoção e o calor vivido naquele momento.

 

 

Marcos Valle & Celso Fonseca  – “Página Central”

No ano de 2009 foi lançado pelo selo Biscoito Fino um dos discos mais saborosos da nossa Música Popular Brasileira.
“Página Central” reuniu o piloto experiente Marcos Valle, nos teclados, piano e voz, e o copiloto Celso Fonseca na guitarra, violão, voz e letras para um repertório, absolutamente inédito em 12 parcerias da dupla, com temas instrumentais e outras canções cantadas.
Um mistura bem temperada de Bossa, Samba, Soul e Pop, que possibilitaram altos voos musicais.
Destaco as participações especiais do grupo Azymuth, da cantora Patrícia Alví e Jaques Morelenbaum.
Os temas instrumentais são muito inspirados e nota 10 para o grupo de base, vocalises, naipe de sopros, orquestra de cordas e todos os demais tripulantes.
Para a orquestração, chamaram o competente trompetista e arranjador Jessé Sadoc, que já trabalha há muitos anos com Marcos Valle e conhece com muita propriedade seu estilo e gostos musicais.
Valle e Fonseca fizeram um disco acima da média. A parceria deu tão certo que os dois já pensam em voltar a compor juntos.
Tudo começou quando Ronaldo Bastos fez um disco com Celso Fonseca e presenteou Marcos Valle.
Ele gostou tanto do que ouviu que convidou Celso Fonseca para dividir com ele alguns shows pelo Brasil e pela Europa. Estava consolidada a amizade e a parceria musical.
E o detalhe mais curioso deste trabalho é que, em apenas dois dias, o repertório estava composto e completo. Uma parceria rápida e fulminante.
A música, tem esse raro poder.
Tomara que eles retornem logo ao estúdio para registro das novas composições. Nossos ouvidos agradecem e aplaudem.

 

 


Postado em: 13/07/2015

 


Comentários
Ainda não há comentários.
Deixe seu comentário

Deixe um comentário. É importante o preenchimento de todos os campos.




Digital Jazz

Enquete

Qual destes estilos você aprecia mais?






Parceiros

jazz fest
bossa fest




O material em áudio e video disponibilizado através deste site é utilizado apenas para fins culturais e não-comerciais, descartando qualquer incentivo à pirataria e quebra de direito autoral.